O Rastafarianismo

O Rastafarianismo nasceu nos anos 30, na Jamaica. As suas raízes são o pensamento de Marcus Garvey e as palavras de Haile Selassie I. Segundo consta, num domingo em 26, Garvey, durante a missa teria dito: "Olhem para Leste, para África, onde um negro será coroado Rei." E assim foi, a 2 de Novembro de 1930, Ras Tafari Makonnen, foi coroado Rei, alegando descendência do Rei Salomão de Jerusalém e da Rainha Makeda de Sheba. Adotou o nome de Haile Selassie I ("o poder da divina trindade") e foi designado 225º Imperador da dinastia Salomonica, Eleito de Deus, Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, Leão Conquistador da Tribo de Judah. Na Jamaica, os escravos negros assistiam à realização da profecia bíblica e o regresso de Deus à Terra, como homem vivo. Era o início da redenção e da libertação.
A Fé Rastafariana pode ser interpretada de várias formas e quase todos os Rastas têm as suas próprias idéias pessoais acerca das coisas. RasTafari é uma forma de vida (e não uma religião), com muitas ligações à fé judaica e cristã. Os Rastas acreditam que Jah (Deus) se mostra sob forma humana de tempos a tempos. O que Marcus Garvey, profetizou, na década de 1920, foi que Jah apareceria como um Rei negro de África. Este rei, segundo os Rastas é Sua Majestade Imperial, o Imperador Haile Selassie I, Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.
Os Rastafarianos levantam a voz contra a opressão, pobreza e desigualdade não apenas idéias religiosas mas problemas globais. O movimento, já espalhado pelo mundo, é considerado um movimento apocalíptico, que acredita que o Novo Reino está prestes a chegar. Este Reino trará a redenção da humanidade e de África, Sião (a terra sagrada). O redentor e pai é Haile Selassie I. Os Rastas libertaram a Bíblia, tornando-a numa realidade viva para os povos do mundo, com a sua interpretação dela. O caminho e a missão Rasta não pode parar nem ser sabotado. Como diz na Bíblia, eles foram e serão odiados pelos homens, acusados falsamente, objetos de escândalos e perseguidos por serem Rastafari, mas o seu destino é ser a pedra angular, as fundações.






NOVE PRINCÍPIOS

1.Temos fortes objeções em relação a alterações agudas da figura do ser humano, corte e escovamento [do cabelo], tatuagem da pele, cortes da carne.

2.Somos basicamente vegetarianos, dando uso escasso a certas peles animais, ainda assim proibindo o uso de carnes suínas de qualquer forma, peixes de concha, peixes sem escamas, caracóis, etc.

3.Não adoramos nem aceitamos mais nenhum Deus além de Rastafari, proibindo todas as outras formas de adoração pagã, apesar de as respeitarmos.

4.Amamos e respeitamos a irmandade da humanidade.

5.Desaprovamos e abolimos completamente o ódio, ciúmes, inveja, engano, fraude e traição, etc..

6.Não aprovamos os prazeres da sociedade moderna e os seus males correntes.

7.Temos a obrigação de criar uma nova ordem mundial de uma irmandade.

8.O nosso dever é expandir a mão da caridade a qualquer irmão/irmã que esteja em dificuldade, primeiramente aos que sejam Rastafarianos e só depois a qualquer humano, animal, planta, etc..

9.Somos aderentes das antigas leis da Etiópia.






ITAL

Comida Ital (comida vital e total) é o alimento Rastafariano e é o que Jah ordenou que fosse. "Todo o que não tem barbatanas ou escamas, nas águas, será para vós abominação." , "Melhor é a comida de ervas, onde há amor, do que o boi cevado, e com ele o ódio." É comida que nunca tocou em químicos e é natural e não vem em latas. Quanto menos cozinhados, melhor, sem sais, preservativos ou condimentos, pois assim possui maior quantidade de vitaminas, proteínas e força vital. Os Rastas são, portanto, vegetarianos. As bebidas são, preferentemente, herbais, como os chás. O licor, leite ou café são vistos como pouco saudáveis.






GANJA

Ganja, marijuana, cannabis (maconha) é uma erva medicinal milenar usada pelos Rastas, não para diversão ou prazer, mas sim para limpeza e purificação em rituais controlados. Alguns Rastas escolhem não a usar. Muitos sustentam o seu uso através de Génesis 1:29: "E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento."






DREADLOCK

O aspecto mais saliente de um/a Rasta são os cabelos dreadlock, canudos fortes, que não são escovados ou penteados, mas cuidadosamente mantidos e lavados por quem os usa. São o símbolo da união com Jah e do empenho numa vida justa e natural. "Não cortareis o cabelo, arredondando os cantos da vossa cabeça, nem danificareis as extremidades da tua barba".






NYABINGI

Nyabinghi é um conceito filosófico abstracto que se insere no contexto Rastafari e tem como fundamento a propagação da cultura rasta através da música e tradição oral. Nyabinghi é o estilo de música rastafari mais indígena. O termo Nyabinghi tem duas possíveis origens, uma delas vem do leste africano e está relacionada com o culto da resistência ao domínio colonial na ultima década do século XIX. Segundo o Prof. Dr. Leonard Barret, um catedrático de religião nos Estados Unidos, o termo Nyabinghi era o nome de uma Princesa no Ruanda que foi assassinada pelos colonos por ter resistido ao regime colonial. Depois da sua morte surgiu uma corrente que originou um culto que tinha como base a crença que o espirito da princesa iria salvá-los da opressão.
No Dicionário rasta/patois obtivemos os seguintes significados, Nyabhingi:
1.Morte a todos os opressores, negros ou brancos

2.Guerreiros do leste Africano que resistiram aos colonizadores europeus
3.Grande encontro dos Rastas; concentração com fins espirituais
4. Rastas ortodoxos, tradicionais
5. Tambor
O uso da marijuana (ganja) faz parte dos hábitos dos Nyabinghis que acreditam no poder da erva como um bem essencial para se ter uma vida saudável e longa. A cocaína, heroína e outras drogas perigosas são absolutamente proibidas.


Nyabinghi é o mais importante encontro (congregação) dos rastas porque envolve todos os membros da ilha (Jamaica). É comparado a um congresso e pode durar de um a três dias e por vezes até mesmo uma semana. O ambiente vivido nestes encontros está carregado de fumo da erva sagrada (ganja) e o som dos tambores aquece o ambiente onde reina uma onda de espiritualidade com muita Paz e Harmonia. O encontro Nyabinghi é estruturado e organizado de modo a que cada membro ocupe o seu lugar e cumpra a sua função. Temos o homem Nyabinghi, a mulher Nyabinghi,o tambor, o solo/espaço onde o encontro ocorre, o tabernáculo e a fogueira.







HOMEM NYABINGHI


O homem Nyabinghi tem como função de reger-se segundo o princípio rastafari. Durante o encontro todos os homens devem manter uma postura de amor e harmonia devem ser dotados para tocar o tambor Nyabinghi, ser contidos, modestos e destapar a cabeça durante o encontro. Ele deve ser fiel e leal à sua rainha (companheira) e se há um conflito entre eles devem procurar apoio junto dos padres da congregação.
É um dever do Nyabinghi criar e educar os seus filhos com o princípio da rectidão e é uma abominação maltratar e oprimir as crianças. O homem nyabinghi deve abster-se das condutas imorais, adulteras e que no geral vão contra os princípios de JAH. Deve manter-se longe do álcool, carne, drogas e toda alimentação não Ital, tem de estar longe de actividades corruptas e criminosas e como um verdadeiro filho de JAH Rastafari , deve pugnar pela paz.


MULHER NYABINGHI

A mulher nyabinghi deve reger-se pelos princípios rastafari, durante o encontro as mulheres têm como responsabilidade cuidar das crianças e ensinar-lhes os princípios rastafari. A mulher Nyabinghi não toca o tambor durante o encontro mas pode tocar alguns instrumentos de percussão. Deve manter uma postura modesta durante o encontro, não usar calças e manter o cabelo coberto. Como H.I.M. (Selassie) é o Ser supremo do encontro Nyabinghi , a rainha deve reconhece-lo como tal, em caso de conflito com o seu companheiro também deve recorrer à ajuda dos padres para em conjunto e de um modo privado e construtivo encontrarem a solução do problema.

Durante o seu período de menstruação a rainha/sister Nyabinghi não deve comparecer nos encontros, quando a mulher Nyabinghi tem um filho não deve estar presente nos encontros durante 3 meses e no caso de filha o período é de 4 meses. A mulher Nyabinghi deve abster-se das condutas imorais, adúlteras e que, no geral, vão contra os princípios de JAH. Deve manter-se longe do álcool, carne, drogas e toda alimentação não Ital, tem de estar longe de actividades corruptas e criminosas e como uma verdadeira filha de JAH rastafari deve pugnar pela paz. A mulher Nyabinghi pode usar jóias, mas não pode furar as orelhas, porque é contra a vontade de JAH.






TAMBOR NYABHINGI


Os tambores Nyabinghi são tocados unicamente por irmãos rastafari, "homem Nyabinghi" durante as horas dos cânticos. Um não rasta "bald head" não tem permissão de tocar os tambores, os anéis devem ser removidos das mãos dos que tocam os tambores de modo a proteger a pele dos tambores . Os irmãos encarregues de tocar os tambores devem assegurar a perfeita harmonia enquanto eles tocam em grupo. Existem 3 tipos de tambores Nyabinghi: (1)The Bass, (2) The Fundeh, (3) Repeater (Keteh).




SOLO NYABHINGI (espaço/local onde o encontro ocorre)
Nenhuma carne deve ser cozinhada no solo Nyabinghi assim como o uso de álcool, drogas, cigarros e as incursões sexuais são estritamente proibidas, a autodisciplina deve ser mantida. Todos devem estar bem vestidos, as cabeças das sisters devem estar cobertas, não devem usar calças. Os homens devem estar com os locks à vista. Neste solo Nyabinghi deve ser levantado um tabernáculo e também deve haver um espaço onde a comida é fornecida gratuitamente; criam-se também condições sanitárias para os participantes. Organizam-se pequenos workshops de arte e um pequeno espaço de educação para as crianças durante esse período. Se alguém está gravemente doente, não deve participar. A abertura deste encontro é feita através da recitação dos Salmos 1, 121, 122, 133 e o 24.
O padre Nyabinghi está encarregue de gerir e administrar o altar do tabernáculo e conduz o encontro através das orações e santificação dos mais recentes filhos nascidos dos membros. O padre pode ter mulher, deve ser justo, deve levar o seu trabalho de um modo imparcial, seguindo um caminho Ital e encarregar-se de não manchar o templo com carne abominante. O tabernáculo para além do simbolismo que deverá conter, também inclui retratos de H.I.M.. não são permitidas armas, drogas, cigarros e comportamentos violentos no seu interior. Erva (ganja) e frutas são colocadas no altar.


FOGUEIRA

A fogueira é acesa com a recitação de sete salmos:
I. Salmo 68 - A visita de sobre seus inimigos
II. Salmo 2 - O reinado do Ungido de Deus
III. Salmo 83 - Julgamento de Deus contra as nações inimigas
IV. Salmo 94 - Apelo para a justiça de Deus
V. Salmo 20 - Oração a favor do Rei
VI. Salmo 11 - O Senhor é forte refúgio
VII. Salmo 9 - Ações de Graça


É dever dos irmãos preparar madeira para a fogueira, nenhum lixo e desperdício devem ser lançados para a fogueira Nyabinghi. A fogueira deve queimar de uma forma crescente durante os dias do Nyabinghi, não deve ser perturbada e de modo nenhum a comida deve ser cozinhada nesta fogueira. Os filhos de todos os membros podem juntar-se em volta da fogueira. Após isto tudo a cerimônia começa; irmãos dançam em harmonia enquanto outros tocam os tambores Nyabinghi e são revezados quando estão cansados, mas sempre sem a música parar. A elevação espiritual é atingida e dá-se o encontro com JAH. Obtem-se uma catarse, atingi-se Zion, as guerras, conflitos, fome, mal, inveja desaparecem e só há espaço para a Paz, o Amor e a Unidade.